O objetivo inicial deste post era falar um pouco sobre como é trabalhar no formato home-office na 10up (uma agência web americana), porém vi que tinha muita coisa que poderia ser compartilhada sobre todo o processo de entrevistas e transição, que inclui um pedido de demissão de um cargo público “estável” em uma Universidade federal. Por este motivo o post sobre como é trabalhar na 10up e no estilo home-office ficará para outro dia.

Dito isto, vamos começar do começo como diz o matuto. Trabalho com desenvolvimento já há alguns anos, comecei a programar sozinho lendo o clássico “C Completo e Total” há cerca de 10 anos, tal leitura me poupou vários cálculos à mão da fórmula de Bhaskara no 9º ano do fundamental (rolou até um mercado negro do programa que fazia tal cálculo). Por motivos de mercado acabei começando a fazer alguns trabalhos freelancers desenvolvendo websites ainda no ensino técnico integrado, onde cursei Informática (IFRN – Antigo CEFET), uma coisa foi levando a outra e acabei me profissionalizando como Desenvolvedor Back-End.

Assim que terminei o ensino técnico integrado, fui aprovado em um concurso federal para técnico na área de informática na Ufersa (Universidade Federal Rural do Semi-Árido), onde trabalhei por pouco mais de 3 anos. Fiz grandes amigos e tive a oportunidade de aprender bastante por lá, e ainda ajudei a instituição liderando o desenvolvimento técnico do novo portal da Universidade.

Sempre fui bastante envolvido com as comunidades Open Source (código aberto) e logo que comecei a desenvolver para web aprendi a trabalhar com WordPress (a maior plataforma para criação de sites e ecommerce atualmente) e acabei me envolvendo com a comunidade e participando de vários WordCamps, que são eventos sem fins lucrativos focados em WordPress.

10up-logo_trans

Em 2015, no WordCamp Belo Horizonte, onde também dei uma palestra, conheci o Taylor Lovett, Director of Web Engineering da 10up, que anunciou que a 10up estava contratando e procurando brasileiros! A 10up é uma agência web americana focada no desenvolvimento de sites e ferramentas para a web, é uma empresa especializada em WordPress e bastante respeitada na área.

Mesmo achando que não seria selecionado, principalmente porquê meu inglês estava um pouco enferrujado, mandei meu email pra eles e dias depois recebi um email solicitando currículo, exemplos de código, projetos etc. Todo o processo durou cerca de 3 meses e após duas entrevistas via vídeo conferência fui aceito como Web Enginner. Neste momento a Universidade estava de greve e eu pedi para trabalhar somente 20h semanais na 10up pois meu plano era reduzir a carga horária na Ufersa para 20h afim de verificar se o trabalho na 10up iria mesmo dar certo. Após o período de testes veio a proposta para trabalhar full-time. Neste momento começou o dilema: largar ou não largar o cargo público, a tal da “estabilidade”.  Antes de tentar largar ainda tentei solicitar afastamento sem remuneração para assuntos particulares, o que foi prontamente negado.

Nem preciso falar do abismo entre a remuneração de um desenvolvedor web nos EUA para um técnico de TI em uma Universidade Federal (apesar de ser federal, a carreira das universidades é uma das piores do executivo). Mesmo assim a tal da estabilidade de um cargo público e a insegurança de trabalhar para fora, sem carteira assinada (legalmente sendo um autônomo) colocaram muitas dúvidas se valeria mesmo a pena. Tais dúvidas só aumentavam porquê se você disser para alguém que você quer largar um cargo público FEDERAL E ESTÁVEL eles vão te chamar de louco. E sim 99% me taxaram de louco. Dentre os 1% que não me chamaram de louco se incluem somente a minha (hoje) esposa e algumas pouquíssimas pessoas.

Após alguns meses se matando de trabalhar na 10up, na Ufersa e ainda finalizando a Graduação em Ciência da Computação, vi que teria que tomar uma decisão e neste momento percebi que já deveria ter entregado nas mãos de Deus há muito tempo. Deus já vinha mandando sinais em várias formas: bom feedback na empresa, boas avaliações e concomitantemente a isso teve também a revogação da minha carga horária de 20h na Ufersa (Pois é, no fim não consegui afastamento e nem carga horária reduzida). Sim, larguei o serviço público federal, estável e bla bla bla e incrivelmente não senti nenhum arrependimento ou medo. Deus Proverá!

E por mais incrível que pareça, eu fui talvez um dos poucos brasileiros que não foi afetado diretamente pela crise. Além da crise aqui não afetar os EUA, o dólar ainda disparou, compensando a alta da inflação. Enquanto isso, o que se vê no Brasil é um cenário bem negativo, inclusive para diversos servidores públicos, que já vem sofrendo com atrasos e parcelamentos salariais.

Entrei na 10up em Agosto de 2015 e após mais de 1 ano trabalhando lá posso dizer que não me arrependo nenhum pouco. Profissionalmente falando foi um grande salto, onde venho aprendendo bastante e tendo oportunidade de desenvolver projetos para empresas como Microsoft, Samsung e muitas outras. Conheci e trabalhei com muitos desenvolvedores e pessoas influentes do mercado. Tem sido uma oportunidade única, e o melhor de tudo… sem sair de casa, ou melhor, saio sim, já tive a oportunidade de viajar duas vezes aos EUA para encontros da empresa (somos uma empresa totalmente distribuída e nos encontramos pessoalmente pelo menos uma vez por ano).

De toda essa história poderia citar várias lições mas quero ressaltar duas principais: cuidado com a tal estabilidade do serviço público, entrar na serviço público é fácil, difícil é sair. A segunda lição é: dependa de Deus para tudo, a 10up provavelmente não será a última empresa para qual trabalharei e posso até ser demitido de lá, mas tenho a certeza de que em tudo Deus proverá.

E por fim, a 10up sempre está em busca de bons profissionais, se você é da área e sabe falar inglês, dá um pulo aqui neste link.

team10up-e1479939487767
Encontro Anual da 10up em 2016 em Atlanta.

15 thoughts on “Serviço Público, Home-Office e a 10up. Como larguei o serviço público para trabalhar para os gringos.

  1. Parabéns Nicholas, Deus abençoe seus projetos e sua carreira. Espero saber mais de como é esse trabalho para recomendar para outros jovens!

    Like

      1. Farei isso sim, tem 2 posts nos rascunhos do site já! Vou aproveitar alguns dias de folga em janeiro pra postar algumas experiências do trabalho lá e sobre produtividade também 😀

        Like

  2. Parabéns, chará! A sua cooperação na Ufersa foi de extrema importância para o que temos hoje. Perdemos muito com sua saída, mas sempre achei que não conseguiríamos segurá-lo no serviço público, visto que você teria mais perfil para seguir na iniciativa privada por causa das suas habilidades e capacidade diferenciada. Aliado a isso a dependência de Deus, o céu é o limite. Parabéns e que o Senhor te guie e te guarde a cada dia.

    Like

  3. Parabens pela sua decisao de depender de Deus e deixar Deus tomar a frente em seu trabalho. Gostei de ler o historico de sua jornada ate’ o dia de hoje. Agradeco a Deus por sua vida e os talentos que tem desenvolvido para a gloria de Deus. Tenho acompanhado o seu crescimento desde pequeno e vou continuar orando por voce e sua querida esposa, amiga de infancia de minha filha Esther.

    Like

  4. Parabéns Nicholas. Deus tem o melhor para aqueles que confiam Nele. Que vc continuem levando o nome de Jesus pelo mundo. Mais sucesso!

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s